Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

azuleazul

azuleazul

Escrever

26.09.08 | Kita

Escrever... simplesmente uma vida... uma forma de estar...

 

Como há já muito não me acontecia, sinto falta das palavras, falta de escrever, falta de ser eu num papel ou num teclado...

 

Recomeço de aulas e uma vida quase sem tempo. Sonhos encontrados e desencontrados... sonhos vividos e perdidos algures no tempo.

 

Tempo para viver. É o tempo que temos de procurar sempre. E por isso viver na plenitude, sem nos preocuparmos em demasia com a vida e com os momentos menos bons que ela nos traz. Porque a vida não pode ser levada a sério. É um par de dias...

 

Continuo a sonhar. Sonho com palavras que não encontro, com o meu azul que por vezes deixo no meu mar.

 

E vejo-me de novo ali. Sozinha com as ondas e aquele som de final de tarde incomparável de beleza e paz. Adorava viver ali...

 

Escrevo simplesmente porque sim. Porque me lava a alma em dias de sujidade interior... em dias que preciso de me libertar, por vezes de mim mesma, por vezes da vida que não é para levar a sério...

 

As palavras são como bálsamo para um interior cheio de um não-sei-o-quê que por vezes não me deixa ser eu. E escrever é ser eu.

 

Respiro fundo enquanto escrevo de olhos fechados... só ouvindo o som das teclas, sentindo os meus dedos deslizar de tecla em tecla numa desordem organizada. Gostava de ser assim na vida... fechar os olhos e conseguir tudo aquilo que era necessário para o bem do mundo (e não só o meu...). Mas infelizmente nem com os olhos bem abertos consigo isso... e é por isso que ainda há crianças a morrer à fome num mundo em que os ricos só se preocupam com o seu umbigo...

 

Kita, 26 de Setembro de 2008.