Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

azuleazul

azuleazul

Irmao...

24.06.05 | Kita
olho-lagrima.jpg
É com tristeza que escrevo este texto. Pensei seriamente na hipótese de o colocar aqui, mas depois pensei que fazia todo o sentido, pois é uma parte da minha vida, dos meus sentimentos e é isso que pretendo incluir neste espaco... escrevi-o ontem à noite, no escuro do meu quarto...

Irmao... uma palavra tao pequenina, que deveria ter tanto significado. Felizmente, para muitas pessoas, ele é a "melhor pessoa" que conhecem, é "espectacular", é o "melhor amigo"... infelizmente para mim, nunca poderei dizer isso, apesar de ter um irmao...

Hoje é a ti que dirijo estas palavras que tu nunca irás ler.

Costuma dizer-se que um verdadeiro amigo é como um irmao. No meu caso, acho que a frase faria mais sentido "Um irmao deveria ser um verdadeiro amigo". Deveria, sim, mas nao posso dizer isso de ti... e nao sabes como me dói a alma ter de escrever isto e, mais ainda, ter de suportar essa realidade no meu coracao...

A palavra "irmao" é tao forte! Implica tantos lacos, uma uniao de sangue, mas, mais do que isso deve ser uma uniao de amor e de amizade, nao será? Entao porque será que a nossa uniao se resume - ou, pelo menos, assim o sinto - à uniao criada pelo facto de termos os mesmos pais em comum? Onde está o amor, a amizade que dois irmaos deveriam partilhar?

Onde está o teu afecto por mim? Onde estao as palavras, as demonstracoes de carinho? Dizes, raramente, que gostas de mim... mas onde está esse amor de que falas, que nao o consigo ver? Sinto-te tao longe, mano, tao longe de mim, da minha forma de ser, pensar e agir!... Mas isso em si nao é um problema, há pessoas que pensam diferente e ainda assim sao as melhores amigas do mundo...

Mas tu só consegues agir e pensar em funcao de ti próprio, do teu mundo, do teu ego pessoal... só consegues ver o teu bem estar e nao consegues ter um gesto de carinho para com ninguém... ou melhor, consegues ser carinhoso para toda a gente, só para quem te ama de verdade (como é o caso da tua irma...) é que nao. Porque será? Terás uma personalidade escondida dentro de ti? Nao, és único. Eles é que nao chocam com os teus interesses materiais, talvez.

Estarei a ser muito dura contigo?... Nao sei, talvez seja a dor a falar, a dor de ter um irmao e nao me conseguir orgulhar dele e da forma de ser dele... E depois aquelas recordacoes, as palavras tao duras que proferes tantas vezes... e acho que nem chegas a perceber realmente o quanto doem cá dentro. Acabo por nao ter resposta às tuas insinuacoes, só o meu coracao tenta perceber o porque de tanta palavra dura de egoísmo e materialismo. E pensar que eu seria capaz de dar tudo o que tenho a um irmao, ainda que saísse prejudicada... dá-me uma mágoa maior do que tudo nesta vida quando penso nisso e me lembro do que disseste... Acho bem que me des o que gastares com ela, se nao a pudesses trazer lá nao trazias!

E a tua naturalidade com que o afirmaste ao pai, logo ali à minha frente... porque és assim para mim, mano? Porque nao consegues ver o lado humano da vida e das relacoes e só consegues centrar-te em ti? Como podes ser tao diferente de mim, sendo meu irmao?

Nunca te hei-de compreender nesta vida, vivemos na mesma casa (por enquanto) mas em planetas e galáxias completamente distantes... vives num mundo completamente à parte do meu. Vives num mundo onde só te ves a ti numa esfera, os outros sao meros objectos com cujos sentimentos brincas... afinal, eu nao passo de um objecto...

Nao percebo... e a nossa cumplicidade de infancia, em que jogávamos futebol, berlindes e nos sujávamos em conjunto? As aventuras de escola, os amores que me contavas teres vivido? Como eu gostava desses momentos em que, por instantes, sentia ter ali o MEU IRMAO, o confidente, o que partilha a sua vida, o irmao que eu sempre quis ter... Mas, no fundo, acabava por ser só como um acto numa peca de teatro, chegava sempre o momento em que o pano baixava no palco e tudo voltava à realidade...

Sim, é muito bom ter um irmao! Mas infelizmente nao foi contigo que aprendi o que signica um verdadeiro irmao... foi preciso encontrar numa prima a irma que eu nunca tive e o irmao que gostaria de ter tido. Mariana. Ela sim, sabe o que é ser irma, apesar de nao ter irmaos de sangue... curioso, nao é? No entanto, os lacos mais fortes nem sempre sao os de sangue. E é por isso que ela vai ser sempre a minha manita mais nova...



Kita , 24 Junho 2005

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.