.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30

.mais sobre mim

.Se me quiseres escrever...

kita19@gmail.com

.pensamentos recentes

. Estágio Nacional de Karat...

. The last one...

. Falta de mim

.pensamentos passados

. Setembro 2011

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

.pensamentos à deriva

.visitas







.tags

. 18anos(1)

. 3 caminhos(1)

. alemanha(1)

. alexandre o'neil(1)

. alma(3)

. amar(1)

. amizade(1)

. amor(7)

. aniversário(3)

. avô(2)

. azul(2)

. buppy(1)

. caixinha(1)

. calma(1)

. citação(2)

. citação minha(1)

. d38(8)

. dalai lama(1)

. deambulações(1)

. desalento(1)

. descontentamento humano(1)

. desistir(1)

. divagações(1)

. erasmus(2)

. escola(2)

. escrever(2)

. esp(1)

. estágio(3)

. etiquetas(1)

. eu(1)

. faces(1)

. fachada(1)

. faithful(1)

. felicidade(3)

. fidelidade(1)

. filho(1)

. filosofias(1)

. free(1)

. funeral blues(1)

. futuro(1)

. gouveia(2)

. granja(1)

. grito(2)

. grupo(1)

. homossexualidade(1)

. ignorada(1)

. incêndios(1)

. incompreensão(1)

. insistir(1)

. inspiração(1)

. interior(1)

. irmão(4)

. jardim botânico(1)

. john lennon(1)

. karate(2)

. lágrimas(1)

. lembrança(1)

. liberdade(6)

. loucura(1)

. lua(1)

. mãe(2)

. mar(7)

. mariana(1)

. memórias(1)

. metamorfose(1)

. modelo(1)

. mudança(1)

. mundo(1)

. não desistir(1)

. natal(2)

. neve(1)

. optimismo(1)

. pais(1)

. palavras(5)

. parabéns(1)

. paz(2)

. penacova(1)

. pensamentos(5)

. pensar(2)

. pensativa(1)

. perdida(2)

. perseverança(1)

. poema(5)

. portugal(2)

. razão de escrever(1)

. realidade(1)

. recordações(3)

. reencontro(2)

. regresso(1)

. renascer(1)

. retrospectiva(1)

. roberto(2)

. saudade(1)

. saudosista(2)

. sentimentos(7)

. sintra(2)

. solidão(3)

. sonho(10)

. vida(5)

. voar(2)

. todas as tags

.favorito

. Mais uma vez...

. Saudade

. Metamorfose

. O sonho...

Cambridge Dictionaries Online


Este é o meu cantinho onde guardo os meus pensamentos, os meus sentimentos que vao percorrendo a minha vida e o meu mundo...

Segunda-feira, 4 de Fevereiro de 2008

Estágio Nacional de Karaté Shukokai em Sintra

 

Foi este fim de semana que voltei a reencontrar esta vila que ficará para sempre no meu imaginário... pela sua eterna beleza, pelas recordações que toda ela me traz, pelo ar fresco que respiro no seu seio, pela sua magia irradiante...

 

Mal me consigo mexer, mas foi muito bom este estágio nacional. Pelo convívio, pelas pessoas, pela aprendizagem (ainda que seja pouca, tem de se ir pouco a pouco, pois é "devagar [que] se vai ao longe"!).

 

As risadas durante a noite, o banho de água quase fria, o humor do nosso Sensei (depois de eu e a Ana já estarmos mais do que acordadas e o despertador dele ter tocado 4 vezes sem ele se levantar, lá se levanta ele, dizendo "Bom dia! Então, toca a levantar!" lol).

 

Tudo isto faz parte de um sonho. Bocadinhos do meu real imaginado...

 

O meu.

 

Será que vou aguentar hoje?

 

:)

 

Kita, 4 de Fevereiro de 2008.

sinto-me: Tired, with pain... but happy
pensamento solto por Kita às 13:57

link do pensamento | solta o teu pensamento | favorito
Segunda-feira, 28 de Maio de 2007

The last one...

 

 

Hoje dei a minha última aula. Dadas as circunstâncias, pergunto-me, lá bem no meu íntimo até que ponto poderá ter sido mesmo a última... desenha-se um futuro pouco brilhante, opaco e algo cinzento.

 

 

 

Só me resta lutar pelo azul da vida...

 

 

 

Só me resta acordar cada manhã e procurar em mim o que preciso. Resta-me sair de dentro de mim e procurar a vida lá fora.

 

 

 

Sinto a vida passar por mim e eu a perder os anos. Por vezes olho o futuro naquele meu horizonte perfeito feito de mar e pôr-do-sol e não me consigo ver. Tenho um medo escondido... tenho medo de a vida passar por mim e eu nunca ser aquele eu que desejava ser em criança. Aquele sonho... o meu eterno sonho de menina! Será demasiado tarde? Se pensar assim, será sempre tarde e o sonho só ficará na minha nuvem, pairando por cima do meu mar.

 

 

 

De olhos fechados, imagino a vida. Imagino-me. Não sei quem sou, quem vou ser. Mas sei que tenho de lutar. Desistir. A palavra que nunca entrou direito no meu dicionário. Abro-o e vejo a minha determinação, por vezes contra mim mesma, contra tudo o que sinto. Mas a favor do que sou.

 

 

 

Só me resta... viver. Ir à luta do meu azul... do meu mar de sonhos acriançados.

 

Kita, 28 de Maio de 2007, Gouveia.

sinto-me: com mais tempo... bom?mau?
Quarta-feira, 16 de Maio de 2007

Falta de mim

Sinto-me presa nas entranhas da vida. A minha própria vida, que eu própria construí...

Sinto falta de respirar a liberdade que eu própria ajudei a tirar... Sentimo-nos mal quando a liberdade nos é retirada por outrém, mas ainda é pior quando sabemos que contribuimos para tal...

Sinto falta de vida.

Sinto falta de mim, dos meus sorrisos, que há já muito tempo não tenho conseguido mostrar neste sítio... Como poderei se me sinto ignorada, com espaço a mais que me tira a liberdade de ser eu?

Sinto falta da areia à beira-mar.

Sinto falta da paz que a brisa marítima me traz quando fecho os olhos e inspiro aquele ar. Quando ele me entra pelo nariz e preenche cada canto do meu ser. Aí consigo pensar, libertar-me, ser o meu eu perdido que só encontro lá e fora daqui.

Sinto falta de respirar e saber que não me vão criticar pelas palavras, pelos sentimentos. A vida aqui torna-se fechada num sem-sentido mergulhado de solidão e indiferença. Critico-me a mim própria, tantos porquês... tantas palavras que deveriam ter ficado só comigo. Seria livre?

Continuo a ser eu. Mas só quando parto. Quando posso respirar, correr e ter a minha liberdade...

Apagada... sou assim vista aos olhos de quem avalia como sou. Mas dentro de mim tenho uma luz brilhante... basta deixarem-me acendê-la.

Kita, 16 de Maio de 2007.

sinto-me: sozinha na minha prisão...