.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30

.mais sobre mim

.Se me quiseres escrever...

kita19@gmail.com

.pensamentos recentes

. Saudade

. Diving...

. Revelações

. Porquê...

. Vazio

. Portrait

. Chuva de letras

. Escrever

. Elogio ao amor

. Tired...

.pensamentos passados

. Setembro 2011

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

.pensamentos à deriva

.visitas







.tags

. 18anos(1)

. 3 caminhos(1)

. alemanha(1)

. alexandre o'neil(1)

. alma(3)

. amar(1)

. amizade(1)

. amor(7)

. aniversário(3)

. avô(2)

. azul(2)

. buppy(1)

. caixinha(1)

. calma(1)

. citação(2)

. citação minha(1)

. d38(8)

. dalai lama(1)

. deambulações(1)

. desalento(1)

. descontentamento humano(1)

. desistir(1)

. divagações(1)

. erasmus(2)

. escola(2)

. escrever(2)

. esp(1)

. estágio(3)

. etiquetas(1)

. eu(1)

. faces(1)

. fachada(1)

. faithful(1)

. felicidade(3)

. fidelidade(1)

. filho(1)

. filosofias(1)

. free(1)

. funeral blues(1)

. futuro(1)

. gouveia(2)

. granja(1)

. grito(2)

. grupo(1)

. homossexualidade(1)

. ignorada(1)

. incêndios(1)

. incompreensão(1)

. insistir(1)

. inspiração(1)

. interior(1)

. irmão(4)

. jardim botânico(1)

. john lennon(1)

. karate(2)

. lágrimas(1)

. lembrança(1)

. liberdade(6)

. loucura(1)

. lua(1)

. mãe(2)

. mar(7)

. mariana(1)

. memórias(1)

. metamorfose(1)

. modelo(1)

. mudança(1)

. mundo(1)

. não desistir(1)

. natal(2)

. neve(1)

. optimismo(1)

. pais(1)

. palavras(5)

. parabéns(1)

. paz(2)

. penacova(1)

. pensamentos(5)

. pensar(2)

. pensativa(1)

. perdida(2)

. perseverança(1)

. poema(5)

. portugal(2)

. razão de escrever(1)

. realidade(1)

. recordações(3)

. reencontro(2)

. regresso(1)

. renascer(1)

. retrospectiva(1)

. roberto(2)

. saudade(1)

. saudosista(2)

. sentimentos(7)

. sintra(2)

. solidão(3)

. sonho(10)

. vida(5)

. voar(2)

. todas as tags

.favorito

. Mais uma vez...

. Saudade

. Metamorfose

. O sonho...

Cambridge Dictionaries Online


Este é o meu cantinho onde guardo os meus pensamentos, os meus sentimentos que vao percorrendo a minha vida e o meu mundo...

Quarta-feira, 16 de Maio de 2007

Falta de mim

Sinto-me presa nas entranhas da vida. A minha própria vida, que eu própria construí...

Sinto falta de respirar a liberdade que eu própria ajudei a tirar... Sentimo-nos mal quando a liberdade nos é retirada por outrém, mas ainda é pior quando sabemos que contribuimos para tal...

Sinto falta de vida.

Sinto falta de mim, dos meus sorrisos, que há já muito tempo não tenho conseguido mostrar neste sítio... Como poderei se me sinto ignorada, com espaço a mais que me tira a liberdade de ser eu?

Sinto falta da areia à beira-mar.

Sinto falta da paz que a brisa marítima me traz quando fecho os olhos e inspiro aquele ar. Quando ele me entra pelo nariz e preenche cada canto do meu ser. Aí consigo pensar, libertar-me, ser o meu eu perdido que só encontro lá e fora daqui.

Sinto falta de respirar e saber que não me vão criticar pelas palavras, pelos sentimentos. A vida aqui torna-se fechada num sem-sentido mergulhado de solidão e indiferença. Critico-me a mim própria, tantos porquês... tantas palavras que deveriam ter ficado só comigo. Seria livre?

Continuo a ser eu. Mas só quando parto. Quando posso respirar, correr e ter a minha liberdade...

Apagada... sou assim vista aos olhos de quem avalia como sou. Mas dentro de mim tenho uma luz brilhante... basta deixarem-me acendê-la.

Kita, 16 de Maio de 2007.

sinto-me: sozinha na minha prisão...
pensamento solto por Kita às 12:26

link do pensamento | solta o teu pensamento | favorito
5 comentários:
De Mary a 20 de Maio de 2007 às 22:08
Olá Kita!

Obrigada por, mais uma vez, teres gasto um pouco do teu tempo ao visitar e comentar o meu cantinho, espero que não tenha sido tempo perdido.

É verdade, como tu própria disseste, só conseguimos viver a vida verdadeiramente quando nos sentimos livres, nem que seja na esperança de podermos ser completamente independentes. Cheguei à conclusão que somos sempre dependentes de alguém, nem que seja de nós mesmos, ou das pessoas que nos ajudam a construir a nossa identidade.

Conheço esse sentimento de prisão, em que parece que não vivemos, a vida apenas passa por nós sem conseguirmos agarrá-la. Espero que, rapidamente, essas barreiras se dissolvam e todos esses sentimentos se evaporem para se perderem no céu, tão azul que te baste para seres tu mesma, livre!

Um beijo (que no teu caso será azul) *
De Kita a 22 de Maio de 2007 às 22:16
Obrigada pelas palavras, Mary. Concordo contigo em cada coisa que disseste. Somos realmente sempre dependentes de alguém, ainda que pareçamos muito independentes...

Um beijo para ti - cor-de-rosa! Sim, para mim não há melhor beijo do que o azul! ;)
De Manuel a 24 de Maio de 2007 às 19:47
Olá
Deixar uma saudação, e que o teu azul, o nosso azul se mantenha durante muito tempo.
Fica bem.
Felicidades.
Manuel
De Crystal a 26 de Maio de 2007 às 22:58
Olá :)
Eu já não vinha aqui há tanto tempo que quase esqueci a forma como leio com o coração aquilo que escreves...Sim, tens esse brilho, foi isso que me conquistou há tanto tempo atrás e que eu fui esquecendo enquanto eu própria também perdia a liberdade de vaguear por ai...Foi bom voltar a ler-te, foi bom voltar a sentir o teu brilho

Um beijo
De Broken a 28 de Maio de 2007 às 11:18
No meu post anterior despedi-me da Broken...

Convosco partilho alguns excertos de um monólogo por mim escrito de coração aberto áquele a quem Broken sempre se dirigiu.

Nas minhas palavras perceberão a razão pela qual me despedi da personagem por mim criada, à minha imagem, enquanto mulher invadida pela dúvida.

...
Paula

comentar pensamento