.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30

.mais sobre mim

.Se me quiseres escrever...

kita19@gmail.com

.pensamentos recentes

. Saudade

. Diving...

. Revelações

. Porquê...

. Vazio

. Portrait

. Chuva de letras

. Escrever

. Elogio ao amor

. Tired...

.pensamentos passados

. Setembro 2011

. Junho 2010

. Abril 2010

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

.pensamentos à deriva

.visitas







.tags

. 18anos(1)

. 3 caminhos(1)

. alemanha(1)

. alexandre o'neil(1)

. alma(3)

. amar(1)

. amizade(1)

. amor(7)

. aniversário(3)

. avô(2)

. azul(2)

. buppy(1)

. caixinha(1)

. calma(1)

. citação(2)

. citação minha(1)

. d38(8)

. dalai lama(1)

. deambulações(1)

. desalento(1)

. descontentamento humano(1)

. desistir(1)

. divagações(1)

. erasmus(2)

. escola(2)

. escrever(2)

. esp(1)

. estágio(3)

. etiquetas(1)

. eu(1)

. faces(1)

. fachada(1)

. faithful(1)

. felicidade(3)

. fidelidade(1)

. filho(1)

. filosofias(1)

. free(1)

. funeral blues(1)

. futuro(1)

. gouveia(2)

. granja(1)

. grito(2)

. grupo(1)

. homossexualidade(1)

. ignorada(1)

. incêndios(1)

. incompreensão(1)

. insistir(1)

. inspiração(1)

. interior(1)

. irmão(4)

. jardim botânico(1)

. john lennon(1)

. karate(2)

. lágrimas(1)

. lembrança(1)

. liberdade(6)

. loucura(1)

. lua(1)

. mãe(2)

. mar(7)

. mariana(1)

. memórias(1)

. metamorfose(1)

. modelo(1)

. mudança(1)

. mundo(1)

. não desistir(1)

. natal(2)

. neve(1)

. optimismo(1)

. pais(1)

. palavras(5)

. parabéns(1)

. paz(2)

. penacova(1)

. pensamentos(5)

. pensar(2)

. pensativa(1)

. perdida(2)

. perseverança(1)

. poema(5)

. portugal(2)

. razão de escrever(1)

. realidade(1)

. recordações(3)

. reencontro(2)

. regresso(1)

. renascer(1)

. retrospectiva(1)

. roberto(2)

. saudade(1)

. saudosista(2)

. sentimentos(7)

. sintra(2)

. solidão(3)

. sonho(10)

. vida(5)

. voar(2)

. todas as tags

.favorito

. Mais uma vez...

. Saudade

. Metamorfose

. O sonho...

Cambridge Dictionaries Online


Este é o meu cantinho onde guardo os meus pensamentos, os meus sentimentos que vao percorrendo a minha vida e o meu mundo...

Quinta-feira, 27 de Abril de 2006

O meu blog de animais

Quem me conhece sabe que adoro animais... e, por um acaso triste da minha vida, que me provocou lágrimas de indignação e impotência face a uma nobre causa como é o direito à vida de qualquer animal, decidi criar um outro blog dedicado a estes amigos de 4 patas (ou, como eu lhes chamei no blog, "Amigos Indefesos"). Vai ser um espaço de desabafos meus, citações, curiosidades... enfim, tudo o que se relacione intimamente com os animaizinhos. Quem quiser aparecer e dar uma espreitadela, é sempre bem-vindo (com muito gosto!).

O endereço é http://amigosindefesos.blogs.sapo.pt. Apareçam e deixem a vossa "pegada".

 

Kita

Quarta-feira, 26 de Abril de 2006

Silêncio...


Sinto-me triste, perdida no meio do nada... fraca pelo amor que tenho dentro de mim e que tu não compreendes. Quis ser outra pessoa, quis ter outra alma, outro coração... e acabo despedaçada, novamente sendo um puzzle de mim mesma criado por ti e pela minha forma "estranha" de ser. Estranha? Não sei... será para algumas pessoas, mas para mim é simplesmente um ser que ama a manifestar-se dentro de mim.

Sinto-me sangrar de dor interior... um desespero de tentar ser talvez uma pessoa melhor para ti... para nós. E sinto-me de mãos atadas. Colocaste-te dentro de mim e agora atas-me estas mãos que só te querem amar... será que pensas em mim, em nós, quando te perdes?

Chegaste. Falas para mim, respondo-te com o meu silêncio magoado... nada do que dissesse faria diferença... talvez só viesse trazer mais dor. Choro e penso em tudo o que somos. O que poderíamos ser... e que tu não entendes. Não percebes o meu amor ferido e acabo sendo um pedaço de mim...

Sonho com um dia em que percebas tudo isto. Sonho... talvez um dia tu chegues à conclusão que não vale a pena e apostes em ti. E em nós. Talvez... talvez um dia me desates as mãos e me deixes amar-te a cada dia sempre com o mesmo amor alegre... e não este amor ferido.
sinto-me:
Quinta-feira, 20 de Abril de 2006

Num suspiro...

 

 

Pego na minha caneta e tento esvaziar minha alma no papel. Tento procurar nos recantos profundos demim os sentimentos para exprimir... não há silêncio, só palavras sem sentido. Não há praia, mar, ondas a beijar a areia... não há tardes a olhar o sol deitando-se para dar lugar à Lua Cheia... e o meu suspiro culmina em silêncio, num sussurro imaginário à beira-mar.

 

Suspiro e, sentando-me de pernas entrelaçadas, sinto o frio da areia molhada de sal tocar-me e sinto-me calma. Fecho os olhos de fim de tarde e confesso-me às ondas, que ouço rebentarem no silêncio da minha alma.

 

Vejo-te ao longe, no meu horizonte azul, de cabelo ondulante com sabor a maresia. Sorris, como se o teu sorriso suave me chamasse a deleitar-me no teu olhar ansioso. Voo imaginário sedento de mar...

sinto-me: calma...
Terça-feira, 18 de Abril de 2006

Navegar na vida...


A vida é uma corrente de sentimentos, estados de alma que percorrem um caminho percorrido e ainda por percorrer... é uma torrente de emoções que invadem um ser à descoberta de si próprio...

A vida deixa-me muda e inerte, sem saber muitas vezes as ondas em que devo deixar meu barco navegar... procuro um sentido, um rumo que insiste em fugir e desorientar-me. Restas-me tu, que encontrei perdido no nada. És tu a minha única certeza, a única onda onde sei que é seguro navegar... és o meu rumo numa estrada que parece não querer chegar a lugar algum.
sinto-me:
Sexta-feira, 14 de Abril de 2006

Há 23 aninhos...


É verdade... nasci numa tarde chuvosa, por entre lágrimas do mundo e sorrisos abertos da minha mãe e pontapés às pedras da calçada, de felicidade, do meu pai.

Muitos foram os trilhos que percorri durante 23 anos... houve caminhos que nunca deveria ter percorrido, outros que foram maus mas serviram para me restituir a vida verdadeira, de uma forma dolorosa, sim... mas, o que é a vida senão um mar de rosas com espinhos?

A minha vida é ainda breve, sinto o meu espírito voar como uma criança... mas começo, por vezes, a sentir-me velha... talvez porque sinta que o tempo passa por mim e eu vou deixando sonhos de uma vida para trás... sonhos que vão ficando também eles velhos. Mas os sonhos nunca morrem. Serão sempre parte de mim.

Sou simplesmente eu. Uma alma por vezes só e vagueante... mas lá bem no fundo, uma alma feliz que soube lutar pela vida e receber o amor dela por intercessão de um anjinho sem asas, mas com um grande coração...



Queria agradecer também à minha mana de coração (para quem não sabe, é a puppydog)a surpresa que me fez. Não me deu as minhas prendas sem antes ter (muito) trabalho a decifrar enigmas e pistas tão longínquas como o Havai... :P mázinha! Mas foi muito divertido e eu, claro, adorei.

Agradecer a toda a gente que, de uma forma ou de outra, esteve sempre presente ao longo destes anos de vida e me deu o amor, o carinho e a mão amiga que eu precisava. Nenhuma vida paga toda a dedicação que me deram... Penso em todos os meus verdadeiros amigos, mas também (principalmente) na minha linda Zmia (a minha mãe galinha) que sempre me deu tudo o que tinha para dar... e o que não tinha. Ela é, sempre será, o meu ídolo. E é a ela que devo a vida, a vida vivida na totalidade, a vida feliz, é a ela que devo estas palavras e a oportunidade de estar aqui. Por tudo isto... e também pelas tuas palavras lindas na tua carta de aniversário, um obrigada do tamanho do teu coração, que é maior do que tudo o que eu conheço.
sinto-me:
música: "High", James Blunt (Um dos presentes de aniversário)
Sábado, 8 de Abril de 2006

Hino à alma

Mais uma vez me sento diante de ti... uma vez mais te sinto presente em mim, sem consistência, imóvel, à espera de um gesto meu... tento perceber-te, descodificar o que quererás de mim. Simplesmente tu, sem mim, sendo o meu eu... olhas-me de longe, penetras no meu pensamento e descobres os meus sentimentos que eu tento ainda encontrar no mais profundo de mim. Sinto que nada tem sentido e tu ris-te de mim. Sendo eu, sabes que tudo tem um sentido na vida. Pegas-me na mão e corres comigo à beira-mar, sentindo o sal das ondas rebentar nos meus pés descalços... segredas-me o silêncio de um olhar repleto de significado. E eu sei. O silêncio diz tudo.
sinto-me: mole...
Quinta-feira, 6 de Abril de 2006

Um dia contigo






Bom dia!
Um beijo...
Dois beijos...
Um abraço...
O Love you mais...
O acender a televisão para ver desenhos animados...
Argh... apaga a luz...
O vestir do pijama...
O pequeno-almoço na cama juntos...
O levantar...
O Love you mais...
O não gotas de mim...
O almoço...
A ida para o sofá...
O deitar lado a lado...
Um, dois filmes na TV...
A delícia de passar uma tarde assim...
O chover lá fora...
... ou o sol resplandecente!
O calor da fogueira no inverno...
O calor humano dos corpos...
O sentir o algodão da minha nuvem...
O dar as mãos...
O sermos assim...
Boa noite...
Beijinhos...
O abraço...
A tua facilidade incrível em adormecer...
O meu olhar do infinito...
O mundo a meus pés...
E o agradecer mais este dia...
Sentir-te...
E o agradecer... por sermos assim.
Por estares aqui.
Por sermos um enorme coração de amor...

Kita, 10 Março 2006.
pensamento solto por Kita às 12:16

link do pensamento | solta o teu pensamento | favorito